"O passado não reconhece o seu lugar... está sempre presente."
( Mário Quintana )
Vassourando - ativo desde 17/05/2007.

Natal - Jingles e comerciais antigos

By Bruxx
Natal - Jingles e comerciais antigos
Se tem uma coisa que marca, é um jingle bem bolado, não é?
Sai ano, entra ano... passam-se décadas e, alguns jingles, permanecem na lembrança.
Pode observar o tanto de propagandas que são resgatadas, com outra roupagem mas, mantendo a mesma essência.

Aliás, não adianta falar que nós, os quarentões, somos caretas, retrógrados e tal.
A verdade é que, as melhores campanhas publicitárias, se deram nos saudosos anos 70.
Bom... os anos 70 deixaram saudades em quase todas os segmentos (novelas, desenhos, seriados, propagandas, moda, músicas, educação, etc.).

Mas, voltando aos jingles...
Quem é que não se lembra dessas musiquinhas:
"Quero ver você não chorar, não olhar pra trás, nem se arrepender do que faz..."
ou
"Dezembro vem o Natal... os presentes mais bonitos, as lembranças mais humanas..."
ou
"Hoje é um novo dia de um novo tempo, que começou nesses belos dias, as alegrias serão de todos..."

Momento Bruxx:
A bem da verdade o Natal me emociona muito... talvez, por esse motivo eu nem curta muito.
Natal pra mim, é momento de reflexão mas, nele também vem todas as lembranças das pessoas que partiram e que eu tanto amei.

Bom mesmo era o Natal na infância.
Época em que o Bom Velhinho tinha como missão, recompensar as crianças que se comportaram o ano inteiro.
E não é que funcionava?

Os valores eram outros, a criação dos filhos era outra.
O pai, não tinha o hábito de paparicar os filhos... essa era a misão da mãe, que a fazia de modo impecável.
Ao pai cabia ter autoridade e prover o sustento da família.
Ele amava os filhos, mas não demonstrava 100% para não mimar demais.
Não era raro, quando os filhos aprontavam alguma arte, a mãe dizer:
"- Quando seu pai chegar, eu vou contar tudo pra ele... você vai ver só."
Bastava!!

Quanto aos presentes, eles só eram dados mesmo, no Natal, Dia das Crianças e, no aniversário.
Aniversário, ganhava roupas e calçados... no Dia das Crianças, uma simples lembrancinha... mas, no Natal a expectativa era grande.
Os presentes eram um pouco melhores... daí o comprometimento de ser um (a) bom (boa) menino (a).
Nós nem éramos exigentes... sonhávamos com algo mas, em não ganhando, ficávamos felizes do mesmo jeito.
A vida não era tão fácil e ganhar um presentinho, já era o máximo!
Não escolhíamos nada, era surpresa mesmo.

Bem diferente de hoje... onde os pentelhos anjinhos exigem o que que querem ganhar.
Vejo nas lojas, crianças de 5, 6 anos, esperneando, fazendo pirraça, se jogando no chão, porque querem telefone celular ou, brinquedos caríssimos, muito aquém do que os pais podem oferecer.
Em parte, culpa dos próprios pais, que não souberam impor limites.

Mudando quase, de assunto...
Pode falar quem quiser... mas, para mim, o Papai Noel existe sim.
Ao menos, no meu coração, que tem 80% de espírito infantil.
Ainda mantenho a pureza desse sentimento... me faz bem, me faz manter e acalentar o melhor de mim, me faz ser quem sou.

Na foto logo abaixo (eu e o Papai Noel), a história é até engraçada.
Bruxx e Papai Noel

Um dia antes, eu fui à loja para fazer um pagamento, quando ví o Papai Noel e seu trono.
Babei!... fiquei emocionada e pensei:
- Vou tirar uma foto com ele!!
Mas, eu fiquei com vergonha, né... uma "véia", beirando os 48 anos, tirando foto com Papai Noel?
Fui embora mas, voltei 5 minutos depois, arrependida por deixar passar o momento.
Cadê o Bom Velhinho? Tinha ido embora.
Aí ferrou... fui pra casa chorando e, contando a história para meu filho, depois para o meu marido, me acabei de tanto chorar.

Não deu outra, voltei na loja no dia seguinte e, aí sim fiz as fotos.
Momento único, emoção única, que não dá pra descrever.

E agora, para não perder o costume, um presente para os saudosistas de plantão...

Natal da Turma da Mônica - raridade



Vinheta Fim de Ano 1971-72 Rede Globo


Vinheta Fim de Ano 1976 Rede Globo


Mensagens de Natal da Globo (1971-1983)


Comercial antigo Natal Olivetti


Comercial Antigo Itaú - Sinos Natal 1978.mpg


Natal - Não esqueça da minha Caloi


Natal do Bamerindus - comercial


Bom Natal Um Feliz Natal... Banco Nacional


Sabão em pó Omo - O Natal de Omo - 1976


Agora sim!
Historinhas contadas, reflexões compartilhadas, vídeos e áudios postados!

À vocês:
meus Vassourantes/leitores queridos, que me acompanham o ano inteiro;
meus blogueiros/parceiros fiéis;
aos sites parceiros que agregam e divulgam o Vassourando

Os meus sinceros votos de um Feliz Natal!!!
Espero que os bons sentimentos se mesclem à sua mesa farta!
E se a sua mesa não for farta, que o pouco se multiplique, fazendo de sua noite, uma Noite Feliz!
Que o verdadeiro propósito do Natal, se estabeleça na sua vida.

E, para todos os meus queridos que já estão no andar de cima (mãe, pai, irmãos, irmãs, cunhados, o pai do meu filho e amigos)... que o Céu fique em festa para vocês também!

Beijokinhas repletas de energias azuis e boas vibrações!

5 Comente aqui :

Anônimo vassourou...

Na vasoura de aprendiz, uma viagem ao passado. Será que consigo regressar ao mundo de hoje?

Claudio Flash Back vassourou...

Boa tarde minha cara BRUXX...
Cá estou, depois de algum tempo ausente nos comentários, mas não ausente nas visitas ao "nosso" blog.
É, não tem como deixar de sentir uma emoção, ao ler o seu post e relembrar todos esses momentos mágicos, que nós, os quarentões - quase cincoentões - curtimos tanto, durante a fase mais linda de nossas vidas...
Embora eu não comemore mais o natal, por motivos que no momento, não vem ao caso, mas ainda me emociono com as propagandas antigas, que tantos momentos mágicos nos proporcionaram.
Obrigado por estas recordações que me encheram os olhos de lágrimas!!

Abraços Azuis, Azuis, Azuis...

Claudio Flash Back

Bruxx vassourou...

Oi Anônimo (a), como vai?
Fazendo uma viagem no passado, é impossível retornar sem saudades, não é mesmo?
A grande vantagem é que fazemos essa viagem quantas vezes quisermos... pois, já somos pessoas estabelecidas e não altera o que nos tornamos.
Triste é para quem não viveu a nossa tão saudosa época de ouro... terão pouquíssimas histórias para compartilhar.

Grata pela visita, linda.
Seja sempre bem vinda!
Beijokinhas cheias de energias azuis!

Bruxx vassourou...

Meu querido e sumido Claudio Flash Back...
Que saudade de você, menino!
Feliz com a sua volta... e, antes que eu me esqueça, me desculpe a demora em responder.
É a famosa época em que eu me recolho, para rever conceitos, para dar uma repaginada, e tentar melhorar como pessoa.

A sua emoção em ler, é a mesma que a minha em escrever, acredite.
Me emociono a cada linha que escrevo.

Também não comemoro mais o Natal, pelos motivos citados na publicação.
Mas, assim como você, adoro relembrar essas propagandas e jingles que nos embalaram, numa época maravilhosa.

Eu que agradeço, por compartilhar suas emoções comigo.
Adoro você... e se tiver que se ausentar, faça-o, mas diminua o período de afastamento.
Fico sempre no aguardo do seu breve regresso.

Adoro você!
Beijos com energias azuis, azuis, azuis!

Anônimo vassourou...

Jamais deixarei de comemorar o Natal!! É um período mágico, que desperta sentimentos bons. Ao menos deve ser assim. Adorei os comerciais e relembrei minha infância. Agora, mais do que nunca a afirmo que o Natal é mágico. Feliz Natal. pra todos.

Postar um comentário

Olá, Vassourante... bem vindo (a)!
Se você se identificou, se emocionou ou se divertiu com essa postagem, deixe o seu comentário.
Grata pela visita, volte sempre!