O passado não reconhece o seu lugar... está sempre presente.
( Mário Quintana )

Brincadeiras antigas - Bolinha de sabão

By Bruxx
Quem foi criança nos anos 60 e 70, sabia o que era brincar.
Tudo muito simples e, "voilà", a brincadeira acontecia.
Na viagem de hoje, a tão saudosa, bolinha de sabão.

clique na imagem para ampliar

Uma latinha (ou tigelinha) com água, um talo de mamona (ou pedaço de mangueira de jardim) e sabão em pó.
Pronto!
Estava pronta a brincadeira.

Era só enfiar o canudo (o talo de mamona) na água ensaboada e soprar.
Dezenas de bolinhas transparentes bailavam no ar até estourar.
Confesso que, por diversas vezes, engolí a água ensaboada... (risos).
E estou aqui, Bruxx vivinha de Paula, para contar história... sem a neura de intoxicação.

Como era simples fazer uma criança feliz!!!
Tudo se transformava em brinquedo ou brincadeira, graças a nossa criatividade.
Diversão garantida por um longo período.

Eu, essa jovenzinha de 47 anos, comemoro o Dia das Crianças, lembrando da minha tenra e longínqua infância.
Não com melancolia, mas com aquele sabor de nostalgia, de saudade.
Sem lamentar a infância pobre, com poucos recursos... mas sim, enaltecendo o que realmente valeu a pena e deixou boas lembranças.

Ah, a doce infância dos anos 70...!!!
Tão inesquecível, que se perpetua até os dias de hoje.
Não é raro ouvir jovens dizendo:
"Queria ter vivido nessa época!'

Tive "zilhares" de amiguinhos, brincávamos juntos (meninas e meninos), brigávamos muito (meia hora depois, ficávamos "de bem"), dividíamos brinquedos e guloseimas.
Tive apelidos, coloquei apelidos e, tudo bem?
Não existia essa porra merda de bullying.

Ralei joelho, arranquei a tampa do dedão, furei o pé com prego enferrujado, briguei na rua, toquei campainha e saí correndo, roubei pitanga no caminho da escola, fiquei de castigo, apanhei de chinelo, de cinto, de vara.

Brinquei de pega-pega, mãe-da-rua, esconde-esconde, passa-anel, balança-caixão, morto-vivo, lencinho atrás, amarelinha, batata-quente, adoletá, cabra-cega (ou cobra-cega), nós quatro, pula-sela (ou mão na mula), cama-de-gato, casinha, policia e ladrão, pula elástico, bambolê (com mangueira de jardim), pião, bolinha de gude, e muito, muito mais.

Coloquei pano-de-chão na cabeça, para brincar de noivinha.
Brinquei na terra, no barro, na lama, na areia, peguei peixinho e girino no rio, coloquei chinelo na enxurrada, fiz barquinho de papel.

Corrí atrás do carrinho de algodão-doce, sorveteiro e do homem do quebra-queixo.
Tomei banho de mangueira, banho de chuva, banho no tanque de lavar roupa.

Meus machucados foram curados com Merthiolate (que ardia para cacete muito), Sulfanilamida (o pozinho milagroso que criava casquinha no machucado), Mercúrio-cromo (que tingia a pele), Violeta, Água Oxigenada (era legal ver a espuminha borbulhando), Iodo, salmoura.
Não era usado band-aid (era muito caro), os ferimentos eram cobertos ou amarrados com tiras de pano... ou, com esparadrapo, que não desgrudava nunca mais.
clique na imagem para ampliar

Isso foi infância, meu querido Vassourante !!!
Sem essas armadilhas tecnológicas que prendem os pequenos em frente a tv, ao computador, ou vídeo game.
Criança brincava com criança, com ou sem brinquedo.
Usávamos a imaginação e criatividade.
Quando ganhávamos um presente... era o que os pais podiam dar e éramos gratos por isso.

Eu fui uma criança feliz!
Por esse motivo, eu sou uma adulta feliz!
Simples, não é mesmo?

Aproveitando a oportunidade, você sabe da origem do Dia das Crianças aqui no Brasil?
Na década de 1920, o deputado federal Galdino do Valle Filho teve a ideia de "criar" o dia das crianças.
Os deputados aprovaram e o dia 12 de outubro foi oficializado como Dia da Criança pelo presidente Arthur Bernardes, por meio do decreto nº 4867, de 5 de novembro de 1924.
Mas somente em 1960, quando a Fábrica de Brinquedos Estrela fez uma promoção conjunta com a Johnson & Johnson para lançar a "Semana do Bebê Robusto" e aumentar suas vendas, é que a data passou a ser comemorada.
A estratégia deu certo, pois desde então o dia das Crianças é comemorado com muitos presentes.

Logo depois, outras empresas decidiram criar a Semana da Criança, para aumentar as vendas.
No ano seguinte, os fabricantes de brinquedos decidiram escolher um único dia para a promoção e fizeram ressurgir o antigo decreto.
A partir daí, o dia 12 de outubro se tornou uma data importante para o sector de brinquedos no Brasil.

  Ficamos assim, por hoje... um Feliz Dia da Criança, para a criança que existe dentro de você! 
 Beijokinhas cheias de energias azuis!


Vassourando as lembranças do passado, desde 17/05/2007.

10 Comente aqui :

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails