O passado não reconhece o seu lugar... está sempre presente.
( Mário Quintana )
Aviso Importante aos Vassourantes

Todos os arquivos para downloads: (músicas, livros,vídeos, etc) foram retirados, para evitar problemas de violação de direitos autorais.

Para maiores informações e/ou solicitações, entre em contato comigo, no brux.xinha@uol.com.br ou, no formulário ao lado: Fale com Bruxx --->

Brincadeiras antigas - Bolinha de sabão

By Bruxx
Quem foi criança nos anos 60 e 70, sabia o que era brincar.
Tudo muito simples e, "voilà", a brincadeira acontecia.
Na viagem de hoje, a tão saudosa, bolinha de sabão.

clique na imagem para ampliar

Uma latinha (ou tigelinha) com água, um talo de mamona (ou pedaço de mangueira de jardim) e sabão em pó.
Pronto!
Estava pronta a brincadeira.

Era só enfiar o canudo (o talo de mamona) na água ensaboada e soprar.
Dezenas de bolinhas transparentes bailavam no ar até estourar.
Confesso que, por diversas vezes, engolí a água ensaboada... (risos).
E estou aqui, Bruxx vivinha de Paula, para contar história... sem a neura de intoxicação.

Como era simples fazer uma criança feliz!!!
Tudo se transformava em brinquedo ou brincadeira, graças a nossa criatividade.
Diversão garantida por um longo período.

Eu, essa jovenzinha de 47 anos, comemoro o Dia das Crianças, lembrando da minha tenra e longínqua infância.
Não com melancolia, mas com aquele sabor de nostalgia, de saudade.
Sem lamentar a infância pobre, com poucos recursos... mas sim, enaltecendo o que realmente valeu a pena e deixou boas lembranças.

Ah, a doce infância dos anos 70...!!!
Tão inesquecível, que se perpetua até os dias de hoje.
Não é raro ouvir jovens dizendo:
"Queria ter vivido nessa época!'

Tive "zilhares" de amiguinhos, brincávamos juntos (meninas e meninos), brigávamos muito (meia hora depois, ficávamos "de bem"), dividíamos brinquedos e guloseimas.
Tive apelidos, coloquei apelidos e, tudo bem?
Não existia essa porra merda de bullying.

Ralei joelho, arranquei a tampa do dedão, furei o pé com prego enferrujado, briguei na rua, toquei campainha e saí correndo, roubei pitanga no caminho da escola, fiquei de castigo, apanhei de chinelo, de cinto, de vara.

Brinquei de pega-pega, mãe-da-rua, esconde-esconde, passa-anel, balança-caixão, morto-vivo, lencinho atrás, amarelinha, batata-quente, adoletá, cabra-cega (ou cobra-cega), nós quatro, pula-sela (ou mão na mula), cama-de-gato, casinha, policia e ladrão, pula elástico, bambolê (com mangueira de jardim), pião, bolinha de gude, e muito, muito mais.

Coloquei pano-de-chão na cabeça, para brincar de noivinha.
Brinquei na terra, no barro, na lama, na areia, peguei peixinho e girino no rio, coloquei chinelo na enxurrada, fiz barquinho de papel.

Corrí atrás do carrinho de algodão-doce, sorveteiro e do homem do quebra-queixo.
Tomei banho de mangueira, banho de chuva, banho no tanque de lavar roupa.

Meus machucados foram curados com Merthiolate (que ardia para cacete muito), Sulfanilamida (o pozinho milagroso que criava casquinha no machucado), Mercúrio-cromo (que tingia a pele), Violeta, Água Oxigenada (era legal ver a espuminha borbulhando), Iodo, salmoura.
Não era usado band-aid (era muito caro), os ferimentos eram cobertos ou amarrados com tiras de pano... ou, com esparadrapo, que não desgrudava nunca mais.
clique na imagem para ampliar

Isso foi infância, meu querido Vassourante !!!
Sem essas armadilhas tecnológicas que prendem os pequenos em frente a tv, ao computador, ou vídeo game.
Criança brincava com criança, com ou sem brinquedo.
Usávamos a imaginação e criatividade.
Quando ganhávamos um presente... era o que os pais podiam dar e éramos gratos por isso.

Eu fui uma criança feliz!
Por esse motivo, eu sou uma adulta feliz!
Simples, não é mesmo?

Aproveitando a oportunidade, você sabe da origem do Dia das Crianças aqui no Brasil?
Na década de 1920, o deputado federal Galdino do Valle Filho teve a ideia de "criar" o dia das crianças.
Os deputados aprovaram e o dia 12 de outubro foi oficializado como Dia da Criança pelo presidente Arthur Bernardes, por meio do decreto nº 4867, de 5 de novembro de 1924.
Mas somente em 1960, quando a Fábrica de Brinquedos Estrela fez uma promoção conjunta com a Johnson & Johnson para lançar a "Semana do Bebê Robusto" e aumentar suas vendas, é que a data passou a ser comemorada.
A estratégia deu certo, pois desde então o dia das Crianças é comemorado com muitos presentes.

Logo depois, outras empresas decidiram criar a Semana da Criança, para aumentar as vendas.
No ano seguinte, os fabricantes de brinquedos decidiram escolher um único dia para a promoção e fizeram ressurgir o antigo decreto.
A partir daí, o dia 12 de outubro se tornou uma data importante para o sector de brinquedos no Brasil.

  Ficamos assim, por hoje... um Feliz Dia da Criança, para a criança que existe dentro de você! 
 Beijokinhas cheias de energias azuis!


Vassourando as lembranças do passado, desde 17/05/2007.

10 Comente aqui :

Claudio Flash Back vassourou...

Minha cara BRUXX!!

Óia eu aqui traveiz...
Puxa vida, mas como é um deleite ler seus posts. Cada palavra, cada frase... será que crescemos juntos e não sabíamos!!
Praticamente, é como se eu estivesse vivenciando cada coisa, cada etapa, que vc mencionou. Desde as brincadeiras, as surras - de cinta(o), de chinelo, de vareta, os castigos quando tinha que ficar atrás da porta, virado fixo para o canto, sem poder olhar, esperando o momento em que minha mãe ia dizer: "pode sair"...
Vc mencionou as brincadeiras, ah! as muitas brincadeiras!! Embora hoje tenhamos a impressão de que o tempo passa tão depressa, naquele tempo, tinhamos todo o tempo do mundo. (e era pouco em relação ao que a gente brincava...) hehehehe... Uma das muitas brincadeiras que eu gostava, era "queima" ou "queimada" se não me falha a memória.
Corri atras de balão - aliás, como era lindo quando o balão já completamente apagado, começava a cair rodopiando e eu torcia para cair no meu quintal... o mesmo se podia dizer em relação aos "quadrados" ou "pipas", quando aconteciam as famosas Laças;
Era comum neste tempo, vir aquelas folhas de seda enrolando a "bengala" ou pãó, e eu como não tinha dinheiro para comprar papel de seda, guardava aquelas folhas para encapar meus quadrados. Ah... e a cola era um punhado arroz que eu pegava escondido senão... lá vinha bronca
Com relação aos ferimentos, na maioria das vezes, eu deixava meus cachorros lamberem, e nunca fiquei doente!!!
E para matar a saudade deste tempo lindo de outrora, vou ouvir a música "A PRAÇA" de RONNIE VON.

Abraços Azuis cor dos anos 70 cheios de psicodelia!!!

Claudio Flash Back

Bruxx vassourou...

Claudio Flash Back, meu caro amigo...

Pois é, menino!
Esse é o privilégio de receber suas visitas e comentários.
Sempre em sintonia, profundo conhecedor dos temas que abordo aqui.
Ambos desfrutamos de uma mesma época... muito feliz, diga-se de passagem.
Toda vez que compartilhamos nossas experiências, passa um filme de nossa vida e valorizamos o que somos e temos hoje.

Com relação ao tempo, eu sempre comento isso aqui em casa...
Na nossa época, íamos para a escola, brincávamos na rua, fazíamos os deveres da escola, assistíamos tv... e ainda sobrava tempo.
É incrível isso, não é?

Queima e/ou queimada, era ótimo... principalmente para queimas as calorias (risos).
Eu sempre fui "café-com-leite", em todas as brincadeiras, por causa do meu tamanho (ou, a falta dele).
Se você correu atrás de balão, certamente, fez "galinha-morta" também... lembra?
Jornal amassado, dobrado, com palito nas quatro pontas... colocava-se fogo em duas das pontas, o jornal subia, queimava e descia com um formato de frango.

Cola de arroz? Vixe, usei muito... principalmente para colar as figurinhas nos álbuns.
Bons tempos, hein?

Como eu digo sempre... Bons tempos, bons momentos!

Música de hoje: Márcio Greyck - Infinito
Lindíssima

Grata pelas palavras, você é figura marcante e cativa aqui.
Beijokinhas cheias de energias azul-bebê

Bruxx vassourou...

Junior
Grata pela visita e pelo elogio.
Deletei seus comentários, desculpe.
Mas era tanta propaganda... foge um pouco da proposta daqui.
Se quiser parceria entre blogs, esta será sempre bem vinda.
Você pode adicionar o banner ou link do Vassourando, me avisar por aqui ou por e-mail, que eu coloco o seu banner para figurar entre os meus parceiros.

Grata pela visita.

Manoel B. da Costa vassourou...

Felizmente existe este site inteligente, gostoso de visitar e que nos remete aos dourados anos de nossas infancias. Uma verdadeira viagem no tempo, em busca do distante passado que tanto nos ensinou, e que hoje em dia não vemos mais.
Minha querida, confesso que eu tambem engoli e muito água de sabão e aqui estou aos 48, ensinando aos meus filhos a nova forma de fazer bolinhas, com equipamentos novos...
Meus parabéns pelo site!

RENEIDE ROSA vassourou...

que lindo cantinho, visitarei sempre principalmente agora que estarei de férias. mas os tempos antigos eram mágicos, eu me lembro bem, pois sempre mergulhei de cabeça em tudo o que fiz, e visitar esse cantinho é uma benção. DEUS abençoe seu lindo cantinho... abraços RÊ

Bruxx vassourou...

Oi Reneide, tudo bem?
Os tempos eram mágicos e deixaram ótimas lembranças, não é mesmo?
Obrigada por suas palavras carinhosas e, pela visita.
Seja sempre bem vinda!
Beijokinhas com energias azuis e boas vibrações!

Bruxx vassourou...

Manoel, meu querido!
Suas palavras vem de encontro ao propósito desse cantinho.
Nos remeter aos tempos dourados... que enchem os olhos de saudade, não é mesmo?
Fico pensando como será o resgate de memórias da geração atual...
Tudo tão mecânico, tão artificial, chego a ter pena.
Obrigada pelo carinho de suas palavras, pelo elogio e, pela visita.
Seja sempre bem vindo!
Beijokinhas cheias de energias azuis!

Anônimo vassourou...

Parabens, lindo demais, chorei, dei risadas,voltei no tempo.Tenho impressão que nossa geração foi um espetaculo. a melhor de todas!

Anônimo vassourou...

gostava muito dessa brincadeira lembro-me eu e a filha de minha vizinha na decada de 60infancia boa que nao volta mais...
Antonio Lemos - Itapevi SP

Anônimo vassourou...

outubro de 30\2012
eu amo essa brincadeira eu lembro da minha mãe e ela adorava de brinca.
a personagem;
vivian katy de jesus santos

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails