"O passado não reconhece o seu lugar... está sempre presente."
( Mário Quintana )
Vassourando - ativo desde 17/05/2007.

Namorar saiu de moda

By Bruxx
Namorar não saiu de moda?
Dá para contar nos dedos as pessoas que namoram, nos dias de hoje.

Os relacionamentos estão tão banalizados, tão fúteis, que nem sei se cabe comemorar o Dia dos Namorados.
Namorar mesmo, era como nos tempos de outrora... ai, ai (suspiros)!!!
Em mil novecentos e tra lá lá, quando o romantismo realmente existia, era tudo diferente.

O friozinho na barriga, o beijo roubado, sonhos acalentados, amores,  desilusões e, principalmente, quanto sentimento!
A gente brigava, desistia, chorava, ficava na fossa, curtia dor-de-cotovelo... e aí, ou voltava com o namorado, ou partia pra outra.
Mas, a gente seguia em frente... não tinha essa coisa de "se não ficar comigo, não fica com ninguém".
Tínhamos orgulho e nos valorizávamos.

Com essa onda absurda de "ficar", sentimento virou "terra de ninguém"... a moda agora é "chegar junto", "dar uns cáta" e tals... depois, cada um para o seu lado.

Ainda se fosse só uns amassos, tudo bem.
Mas a coisa vai além... primeiro transa, depois pergunta o nome.
E a troca de parceiros, então?
Hoje um (a), amanhã outro (a)... às vezes, mais de um (a) no mesmo dia.

Francamente, isso me assusta!!!

Mas isso não é problema meu, né caro Vassourante?
Cada um, com seu cada um, fazer o quê?

Namorar é outra coisa... é conhecer, criar afinidades, respeitar, projetar um futuro em comum.
Gestos e atitudes deveriam valer, muito mais, do que presentes carésimos.
Sei que muitos vão me chamar de careta, antiga, véia, retrógrada, etc.
Nem ligo...
Sou uma romântica incorrigível e, essas modernidades, não entram na minha cabeça.
Ré confessa, mea culpa, mea máxima culpa.

Isto posto, quero deixar aos meus Vassourantes saudosistas queridos, a letra de uma linda música... apaixonada.
Do tempo que namorar era mais ou menos isso:

Roberto Carlos - A Namorada
Você, que vem de dentro da saudade que eu sentia
Da noite mal dormida, da minha fantasia
Você, que renasceu do meu segredo
Do meu sonho, do meu medo
Do meu verso e da verdade derradeira
Você a companheira

A namorada à minha espera
Meu refúgio, meu regresso, minha vida, meu amor
Você, uma lembrança, uma esperança
O sonho mais bonito que viveu pra se acabar

Você, momento eterno, você amanhecer
Você, razão do meu viver

A namorada à minha espera
Meu refúgio, meu regresso, minha vida, meu amor
Você, um lembrança, uma esperança
O sonho mais bonito, que viveu pra se acabar

Você, que vem de dentro da saudade que eu sentia
Da noite mal dormida, da minha fantasia
Você, momento eterno, você amanhecer
Você, razão do meu viver

Para você, querido (a) Vassourante, romântico (a), apaixonado (a)...
Feliz Dia dos Namorados

20 Comente aqui :

Tiozão das Batidas vassourou...

Bruxx,comecei a escrever o comentário, mas ele ficou tão grande que acabei escrevendo um post. E , claro, mencionei este seu ótimo artigo.

http://www.botecomovel.com/2011/06/ficar-x-namorar.html

Se quiser, pode apagar este comments com cara de spam depois de lê-lo.


Beijins

Bruxx vassourou...

Tio, querido, como vai?
É sempre um enorme prazer, recebê-lo aqui.

Já fui lá, no Boteco Móvel - Ficar x Namorar.
Fiquei impressionada com a riqueza do seu texto.
Fiz um comentário enorrrrrme, rsrrs.

Boteco nunca é spam, meu lindo... não vou apagar esse comments não.
Observe que deixei como link, para os meus Vassourantes poderem acessá-lo.

Obrigada pela visita e pelo carinho.
Beijokinhas cheias de energias azuis!

Claudio Flash Back vassourou...

Boa tarde minha cara BRUXX!!!
"Namorar é outra coisa... é conhecer, criar afinidades, respeitar, projetar um futuro em comum."
Sábias palavras e como já é de costume, você definiu exatamente o que eu penso a respeito do namoro.
E, te digo mais; o ROMANTISMO não saiu de moda não!
Ele está bem vivo em pessôas que, assim como nós, sabem valorizar o que é belo.
Quando vejo os absurdos que se cometem hoje, conforme citado por você, "se não ficar comigo, não fica com ninguém", sinto saudades de um tempo em que o gostoso da paquera era: a troca de olhares, os bilhetinhos escritos de maneira apaixonada, quando se conseguia pegar na mão então... mal dormiamos à noite. E beijar então, mesmo que fosse um beijo no "rosto"!! Havia PUDOR E RESPEITO...
Certa vez, resolvi ir até a casa de uma coleguinha de escola, convidá-la para ir ao cinema - que naquela época se chamava "matinê".
Eu gostava muito dela, tinhamos só 11 anos, mas eu nunca havia me declarado - como se fosse fácil, já que eu era muito tímido - pois tinha receio de levar um belo "fora".
Recordei este episódio, (houveram muitos outros) apenas para ilustrar o quanto éramos ingênuos e inocentes, nos nossos sentimentos!
Bem... no fim da história, a mãe dela - é obvio - não me deixou levá-la ao cinema. Que decepção!!!
Ás vezes, choro copiosamente, só de relembrar estes momentos de minha infância. E ouvindo esta música do REI então... aí é que não dá pra aguentar!!
Lendo este seu post, me recordei de uma música muito linda, chamada: "VINTE ANOS" com o cantor ALBERTO LUIS, realmente é lindíssima...!!

Abraços "AZUL DA COR DO MAR"
Claudio Flash Back

Raquel vassourou...

Oi Bruxelina....rs, já tentei postar um parabens no aniver do Vassourando, mas nao consegui, mas acho que descobri o problema e agora quem sabe esse vai. Entao, parabens atrasado!!!Felicidades no seu/nosso cantinho de saudades e tititis.

Raquel vassourou...

Continuando, porque travou o texto.hehehehe...se a coisa ta assim como voce falou (do namoro), entao concordo em numero genero e grau contigo.Que moda triste, o que e isso. E isso que aguarda meus filhos adolescentes?Tomara que nao....eu os incentivo a valorizar a mulher e a serem comprometidos com os relacionamentos.bjs (nao sai nada com acento...desculpinha...)bj again

Arthurius Maximus vassourou...

Pois é. Acho isso uma involução. Afinal, expõe os "espertos" a um maior perigo de doenças e, falamos sério, nada mais vazio do que esse negócio de ficar. Sexo casual tem seu valor. Mas, como meio de vida, só fica bem nas comédias da tv.

Descharth vassourou...

Já eu acho que vc anda namorando muito e blogando pouco. Vamos trabalhar madame.

Zé Manel vassourou...

Namorar pertence, é parte integrante do nosso dia a dia... do dia a dia com o nosso conjugue, minha esposa no meu caso, ... há que conciliar o clássico vício de namorar com as vicissitudes das modernidades... há que conciliar o clássico romantismo com as travessuras dos nossos adolescentes....

Abração...e felicidades

Malu vassourou...

AH! Para mim namorar nunca sai de moda...
Gostei deste teu texto que serve para muita gente refletir...
Abraços

Bruxx vassourou...

Querido Claudio Flash Back, como vai?

Realmente, namorar era uma delícia.
Quando um olhar era correspondido, dava um frio na barriga.
Sem contar que boa parte de nós, meninas, tinha pais rígidos... que exigiam dos meninos, pedir a nossa mão em namoro.
Esse era o ápice.
Pensávamos, se o menino falar com meu pai, é porque ele relamente gosta de mim.
Dias e horários determinados pelos pais... para sair então.. tinha que fazer um relatório completo de onde íamos.
Bons tempos, bons momentos.

Quanto à meninos pedirem para me levar ao cinema... em todas as vezes a resposta era um não... rsrsr
Já perdí muitos pretendentes, por causa dessa rigidez dos meus pais... mas, fazer o quê?
Excesso de amor e proteção dava nisso.

Uma delícia ler seus comentários... sempre recheados com relatos e experiências.
Beijokinhas repletas de energias azuis.

Bruxx vassourou...

Oi Raquel, tudo bem?
Obrigada pelo carinho da lembrança do aniversário do meu/seu/nosso cantinho!

Quanto ao namoro da atualidade....
Parece que é isso mesmo, que aguarda os seus filhos adolescentes.
Talvez, não por eles... mas fica complicado nadar contra a maré.
Ou aderem, ou ficam excluídos.

Apesar que, quem sai aos seus, não se degenera.
Certamente, eles ficam atentos aos seus conselhos.

Ignore os acentos, eu não ligo... rsrrs
Muito grata e feliz por sua visita, seja sempre bem vinda!

Beijokinhas repletas de energias azuis!

P.S.: Amei o "Bruxelina"!

Bruxx vassourou...

Arthurius, querido!

Você disse tudo e, como sempre, com muita propriedade.
Quando vejo essas micaretas, raves e afins... com esses jovens beijando "zilhares" de bocas... ai, ai.
Quanta irresponsabilidade.
Sexo por sexo, então... sem comentários.
Só eles não percebem o quanto estão vulneráveis à todo tipo de mal.
Desde uma gravidez indsesejada até uma doença fatal.

Mas eles são os tais... sabem de tudo.
Quando caírem em si, já é tarde.

Adoro você.
Beijokinhas saudosas, cheias de energias azuis!

Bruxx vassourou...

Descharth, meu amado!

Kkkkkkkk
Eu, namorando muito ??????
Quem dera!
Ando às voltas com minha mais nova diversão... minha máquina de costura.
Acredita?

Estou adequando meus horários, para voltar a blogar como antes.
Eu chego lá.

Te gosto.
Jokinhas!

Bruxx vassourou...

Meu caro Zé Manoel, como vai?

Como sempre, você arrasa no comentário.
De fato, as coisas mudam o tempo todo... e, numa velocidade.
Minha preocupação é que, os nossos adolescentes, vão com muita sede ao pote.
Se cuidam pouco e, se empoem demais.

É sempre bom tê-lo aqui, você é um querido!
Beijokinhas cheias de energias azuis!

Bruxx vassourou...

Malu, minha linda, tudo bem?
Já ví que você é das minhas, né florzinha?

Namorar é tudo de bom... quem dera as pessoas valorizassem mais essa "arte".
Grata pelo carinho.
Beijokinhas chais de energias azuis!

Lady Sixties vassourou...

Oi, Bruxx! Tava com saudades do seu blog! Finalmente o reencontrei! Então, quanto ao namoro, pô, hoje em dia faz muita falta... A magia parece que acabou ou virou algo careta que as pessoas não querem mais experimentar... É por isso que até hoje to sozinha! Mas vai que me apareça ainda o "príncipe encantado", né? Sonhos de menina!
bjs

Bruxx vassourou...

Lady Sixties, como vai?
Quanto tempo, minha flor!

Você sabe que é sempre muito bem vinda aqui... afinal, esse cantinho, também é seu.

Esses "sonhos de menina", a gente carrega a vida inteira.
Eu demorei para encontrar meu príncipe, viu.
Mas ele apareceu.

Beijokinhas cheias de energias azuis e, não some mais, tá!

AlexandraEP vassourou...

Realmente, essas datas que antes eram mais ligadas a sentimentos são apenas datas para que o comércio lucre mais(pelo menos alguns trabalhadores também ganham com isso...)
Pior de tudo é ver que há "criaturas" que fingem se prender a alguém durante o mês de junho só pra receber presente e pulam fora depois. Pobres incautos carentes que caem nessa...
Também dei meu "pitaco" sobre tal questão, veja em http://alexandracaradepaisagem.blogspot.com/2011/06/mais-uma-datapra-comemorarpra-gastar.html
Adorei seu texto!!!!!

Bruxx vassourou...

AlexandraEP, como vai?

Com esse consumismo desenfreado, não há sentimento que resista.
Observe que até as crianças estão indo para o mesmo caminho... trocam sua inocência por maquiagens, celulares, etc.

Sou do tempo em que uma rosa, um bombom, ou até mesmo uma carta, tinha um valor inestimável.
Tive um namorado que me deu uma fofolete, na década de 80... foi o melhor presente que recebí... porque a intenção era verdadeira.

Hoje vejo casais trocando presentes "carésimos", para depois romperem, como você bem disse.

Lamentável imaginar que mu, futuro bem próximo, os seres humanos serão frios, desprovidos de qualquer sentimento.

Adorei sua visita e suas palavras.
Seja sempre bem vinda!
Beijokinhas cheias de energias azuis!

Bruxx vassourou...

rosa rosada, minha linda.

O link dessa postagem apresentou problema e o último comentário (o seu) acabou sendo excluído.
Desculpe.
Vou transcrevê-lo:

Rosa Rosada disse que amou o site, que é romantica e que, para namorar, tem que pedir para o papai.

Então, menina... romantismo tá tão fora de moda hoje em dia, não é mesmo?
É uma pena.
Fico feliz em saber que mais pessoas compartilham da minha opinião.
E, é isso mesmo...
Quer namorar?... tem que pedir para o papai.

Obrigada pelo carinho e pela visita.
Seja sempre bem vinda!
Beijokinhas cheias de energias azuis!

Postar um comentário

Olá, Vassourante... bem vindo (a)!
Se você se identificou, se emocionou ou se divertiu com essa postagem, deixe o seu comentário.
Grata pela visita, volte sempre!