"O passado não reconhece o seu lugar... está sempre presente."
( Mário Quintana )
Vassourando - ativo desde 17/05/2007.

Sylvaletra Rotulador da Sylvapen

By Bruxx
Eu já falei anteriormente sobre as Canetinhas Sylvapen, veja --> aqui... e, também sobre mais coisinhas do tempo de escola, veja --> aqui.
Dando uma vassourada no século passado fui até a década de 70 e, lembrei de mais uma relíquia que, era o sonho de consumo de muita criança. 
A lembrança de hoje, é o Rotulador Sylvaletra, da Silvapen. 

Você se lembra?
Teve um?

clique nas imagens para ampliar

Era uma engenhoca interessante e espetacular, para a época. 
O aparelho servia para (como o nome já diz) rotular objetos.
Tais como: cadernos, fichários, pranchetas, livros, estojos, pastas, lancheiras, etc. 
Uma espécie de maquininha de escrever, manual, que gravava em fitas com adesivo, letras e números.
No kit vinha o aparelho e, apenas um rolo de fita... posteriormente, comprava-se as fitas avulsas, que contavam com uma grande variedade de cores.

Para usar era simples.
Girava o disco, apontava a setinha na letra ou número e dava um clique... e assim, sucessivamente, até formar o nome ou frase. 
Depois, era só cortar a parte "impressa", tirar a fita protetora e colar o rótulo. 

Gente, era muito caro. 
Coisa de criança abestada  abastada, cheia da grana. 
Nós, pobres mortais, só admirávamos e babávamos quando víamos o produto nas lojas. 
Por esse motivo, dávamos tanto valor, quando tínhamos essas preciosidades. 

Ôpa! Mas eu tive um, em meados de 1973. 
Ganhei de presente, por bom comportamento... olha que linda! 

Mas, como tudo nessa vida tem os prós e os contras, com o rotulador não foi diferente. 
Ele vinha com um rolo de fita de tamanho até razoável... dava para usar por um bom tempo, não fosse a minha euforia, de rotular tudo o que via pela frente. 
Imagine um rádinho de pilhas, sem pilhas (ou, para os jovenzinhos que não conhecem radinho de pilha, imaginem um celular sem bateria), não funciona, não é mesmo? 

Acredite... a fita era quase mais cara que o próprio rotulador e, não dava para comprar.
Acabou que fiquei com ele guardado, no fundo de uma gaveta. 
Mas, é isso. 
E pensar que as crianças de hoje, no primeiro ano de escola, já ganham um computador. 

O comportamento das crianças mudou, assustadoramente, comparado com as crianças de ontem.
Você notou que as crianças de hoje são muito mais materialistas e fazem muitas birras por aquilo que não têm e querem?
Culpa de quem?
Na minha modesta opinião, a culpa é dos pais... sem generalizar, naturalmente.

Observe...
Os pais andam tão ausentes, na busca incessante de ganhar dinheiro, que as crianças perdem o foco do que é uma família.
Para compensar essa ausência, os pais enchem os filhos de "agrados"e, ficam cada vez mais permissivos. Acaba que a criança fica mal acostumada e exige sempre mais.
E o pior, não valorizam o que tem.
Com o tempo, isso vira um bola de neve... monstrinhos insatisfeitos, sem limites e sem escrúpulos.

Mas, fazer o quê, não é mesmo?
Quem planta milho, não vai colher feijão, certo?

É, querido Vassourante... os tempos mudaram. 
Adorei ter lembrado do Sylvaletra... e, adorei compartilhar isso com você. 
Até a próxima.

Beijokinhas cheias de energias azuis!

5 Comente aqui :

MandaKi . . . Por um mundo melhor ! ! ! vassourou...

eu me lembro na escola eu achava massa as crianças com aquilo colado e eu com etiquetas escritas...faze oq né...mais eramos felizes...hoje as crianças vão de ipod, celular, e ainda assim choram por mais coisas...Bruxx só nós e nossos pais vivemos em tempos felizes...

Bruxx vassourou...

Mandaki...
Pois é, querido, você disse tudo.
A felicidade estava no que éramos, e não, no que tínhamos.
E assim era formado o nosso caráter.

A molecada de hoje tem de um tudo e ainda acha pouco.
A obsessão em ter, está desenfreada.

De fato nós fomos privilegiados, por ter desfrutado de um uma época onde, o consumismo histérico, não fazia parte.

Beijokinhas cheias de energias azuis!

Arthurius Maximus vassourou...

Eu tive um monte deles. Era muito legal e as fitas vinham em cores diferentes. O grande problema do aparelhinho era a mania de sempre quebrar em uma ou noutra letrinha (pelo menos comigo). Mas, era "o bicho" na época.

Bruxx vassourou...

Querido Arthurius,
Ah... o meu também quebrou e eu abrí o maior berreiro.
Não tinha conserto, ao menos na época.
O meu era cor-de-rosa, e tinha uns dois ou três rolinhos da fita (que acabaram num piscar de olhos).
Bons tempos!

Beijokinhas cheias de energias azuis!

Anônimo vassourou...

My developer is trying to persuade me to move to .
net from PHP. I have always disliked the idea because of the costs.
But he's tryiong none the less. I've been using Movable-type on various websites for about a year and am anxious about
switching to another platform. I have heard fantastic things about blogengine.
net. Is there a way I can import all my wordpress
posts into it? Any kind of help would be greatly appreciated!


Feel free to surf to my weblog :: Funny Videos

Postar um comentário

Olá, Vassourante... bem vindo (a)!
Se você se identificou, se emocionou ou se divertiu com essa postagem, deixe o seu comentário.
Grata pela visita, volte sempre!