"O passado não reconhece o seu lugar... está sempre presente."
( Mário Quintana )
Vassourando - ativo desde 17/05/2007.

Fernando - Quem parte deixa saudade

By Bruxx
Para sempre, Fernando...

Quem são as pessoas que cruzam o nosso caminho, durante a vida, que a torna, diferente, marcante e melhor?
Algumas delas, num breve período e/ou, em diversas fases da vida.
Porém, de forma inesquecível.

Por que elas são tão importantes?
Simplesmente pelo fato de transformarem, um simples gesto, em amor.

Um amor que atravessa os limites do tempo, deixando imperativo, a sua força e o seu inestimável valor.
Inexplicavelmente, essas pessoas se instalam em nossa mente, perpetuando um sentimento genuíno, puro e, sem prazo de validade.

Pelos mais diversos motivos, esses elos criados, se afastam... mas a amizade, o carinho e as lembranças não se dissolvem.
O coração fica pequeno e sofre, mas a vida segue.

E quando elas se vão em definitivo?
A vida não é mesmo uma loucura?
Uma contradição ??

Nos presenteia com esses anjos e, sem aviso prévio, nos priva da sua companhia aqui na terra.
Eles partem, deixando, um vazio e uma tristeza, sem reversão.
Muitos deles já se foram e deixaram a sua marca no meu coração.

Felizmente, eu tive muitos desses anjos em minha vida, que me deram o privilégio de tê-los por perto, ainda que por um curto tempo.
Todos eles, à sua maneira, contribuíram com seus valores peculiares... e são responsáveis, pela pessoa que sou hoje.

Mas a minha homenagem de hoje vai para uma pessoa,  muito querida e amada por mim, desde a minha tenra infância.
Trata-se de um amigo dos meus irmãos... o Fernando, irmão do Zé Carlos, da Teresinha e, os demais, que eu esquecí o nome (desculpem).

Ah, o Fernando !!! (suspiros)...
O meu Fernando !!!


Ele sim, "Era um garoto que amava os Beatles e os Rolings Stones" (entre outros)... e, encantava, com sua guitarra e violão.
"Não era belo mais mesmo assim, havia mil garotas a fim."

Mentira !!!
Diferente da musica, ele "era belo" sim!
O mais lindo, o mais charmoso... era um "pão", na gíria da época !


Eu, então com 5 anos e pouco, já viajava nos seus acordes... era finalzinho dos anos 60.
Ele se reunia com meus irmãos e o som rolava solto.
Acho que vem daí a minha, indescritível e inexplicável, fascinação pela música.

Dentre as tantas músicas que ele tocava, a minha preferida era "O Milionário", na versão de "Os Incríveis " (que você vai poder ouvir, logo mais, no final desse texto).

Eu sentava em seu colo, admirando e acariciando seus lindos cabelos longos, e, olhando nos seus olhos,  me declarava apaixonada por ele.
E mais... eu dizia que queria casar com ele.

Imagina só...  eu, um tiquinho de gente, se declarando para um rapaz.

Ele, já um mocinho, me dizia:
- "
Mirinha... eu não posso casar com você, porque você é uma criança... eu sou muito velho pra você".

Eu fazia beicinho e abria o maior berreiro.

Então ele abria um sorriso lindo (sorriso esse que, eu nunca esquecí) e falava, todo carinhoso:
- "
Não precisa chorar,  porque eu vou esperar você crescer, tá".

Pronto!!! Meus olhinhos se enchiam de alegria.
Claro que ele ria à beça e, achava engraçadinho, o meu jeito tão ingênuo.
(Cá pra nós, e para o mundo...  eu esperei por ele,  a vida inteira.)

Quando eu ouvia a música "Até o Fim" de Renato e Seus Blue Caps, eu ficava imaginando que ele (o Fernando), tinha feito essa música pra mim.
Só podia ser, tinha tudo a ver com o que ele falava... que ia me esperar crescer e tal.
Ouça:



O tempo passou (e como passou), mas não apagou essa linda lembrança. Lembro de tudo como se fosse hoje.
Eu não tive mais contato com ele, infelizmente.
Ele seguiu seu rumo e, ultimamente, eu só tinha notícias dele através de meus irmãos.

Ainda no último natal (como eu sempre faço), eu pedí ao meu irmão, que tocasse a música, "O Milionário" e, inevitavelmente (também, como sempre), relembrei essa história do meu "primeiro amor".

Mas, o que eu não sabia, é que ele já havia partido para o infinito.
Soube hoje (18/04/2010), por uma das minhas irmãs.
Inclusive, resolveram de comum acordo, não me contar na noite de natal, porque já sabiam qual seria minha reação.

Eu sabia que ele estava muito doente, já há algum tempo... mas sabe quando você acha que, determinada pessoa,  é imortal, que nunca vai morrer? (com redundância proposital, mesmo).
Era assim que eu o via... imortal, ao menos pra mim.
E, vai continuar sendo, enquanto eu existir.

Fiquei chocada, arrasada e chorei muito... e, este post, está sendo escrito entre lágrimas... lágrimas de um sentimento intenso, puro e sincero.
Porque ele foi o primeiro, único e, último, verdadeiro amor da minha vida.

Pois é... "cabelos longos não usa mais, nem toca a sua guitarra..."
Ele não foi para o Vietnã mas, perdeu a guerra... a guerra contra o maldito câncer.

Eu não tive, sequer, a chance de me despedir dele.
Só me restam essas palavras que, de alguma forma, por alguma fenda no tempo, chegarão até ele.

Não encontrei melhor forma para homenageá-lo senão, com essa música, que me encantou e o tornou inesquecível pra mim.
Desde que soube de sua "viagem", eu ouço essa música TODOS os dias, faça chuva, faça sol.

Dessa forma eu 
resgato a sua imagem, exatamente, como o via nos tempos de outrora... tão lindo!
É a minha retribuição e agradecimento, à ele... por todos os meus, lindos sonhos, acalentados pelo amor que viví.

Ela não precisa de letra.
Sem uma única palavra, ela diz tudo o que eu preciso, para lembrar do meu grande amor.

Faça essa viagem comigo:



Por esse motivo, as músicas instrumentais, os solos e acordes de guitarra, me fazem viajar para um mundo só meu... em cada nota, eles falam de amor, sem uma única palavra... apenas as notas vibrando e invadindo a alma. 
Sei que o universo vai se encarregar de transmitir esse carinho e, certamente, os acordes chegarão até ele.

À você,  meu amor Fernando...
Meu querido, puro, grande e eterno "primeiro amor"...
Onde quer que você esteja, tenha a certeza, da minha infinita saudade.
Um dia a gente se encontra.

Descanse em paz.
Mirinha
.

E, falando de Fernando...  outra música, que traduz a minha emoção, é essa abaixo:

Abba - Fernando (tradução) 
Você pode ouvir os tambores, Fernando? 
Eu lembro faz muito tempo houve uma noite estrelada como essa 
Na luz da lareira, Fernando 
Você estava sussurrando para si e suavemente desafinava sua guitarra 
Eu poderia ouvir os tambores distantes 
E sons das chamadas das cornetas estavam vindo de longe 

Eles estavam mais perto, Fernando 
Toda hora todo minuto parecia durar a eternidade 
Eu estava com tanto medo, Fernando 
Nós éramos jovens e cheios de vida e nenhum de nós preparado para morrer 
E não estou envergonhado de dizer 
O urro das armas e canhões quase me fizeram chorar 

Havia algo no ar aquela noite 
As estrelas estavam brilhantes, Fernando 
Elas brilhavam por mim por você 
Pela liberdade, Fernando 
Mas eu nunca pensei que seríamos derrotados 
Não há volta 
Se eu tivesse de fazer o mesmo novamente 
Eu faria, meu amigo, Fernando 

Agora estamos velhos e grisalhos, Fernando 
E faz muitos anos que eu não vejo um rifle em suas mãos 
Você pode ouvir os tambores, Fernando? 
Você ainda recorda a noite terrível que passamos no Rio Grande? 
Eu posso ver isso em seus olhos 
Como você estava orgulhoso em lutar pela liberdade naquela terra

Havia algo no ar aquela noite 
As estrelas estavam brilhantes, Fernando 
Elas brilhavam por mim por você 
Pela liberdade, Fernando 
Mas eu nunca pensei que seríamos derrotados 
Não há volta 
Se eu tivesse de fazer o mesmo novamente 
Eu faria, meu amigo, Fernando 
... 


.
.

12 Comente aqui :

natalia vassourou...

amo visitar vc

Bruxx vassourou...

Oi Natalia, tudo bem?
Obrigada pelo carinho.
Eu amo receber sua visita, viu.

Bdeijokinhas cheias de energias azuis!

Negão Internauta vassourou...

Acho a morte curiosa. A gente não sente pelo o que se foi, sente por quem ficou e por nós mesmos, que temos que conviver com a ausência, e o humano não foi feito para compreender o vazio.

Meus pezames.

Bjos, Bruxx.

::Gri Bongiovi:: vassourou...

Aiii amiga... me emocionei muito com este post, meus sinceros sentimentos pelo ocorrido.
Sei bem oq é passar por isso, infelizmente a vida nem sempre anda de acordo com o que a gente deseja. Mas uma coisa é certa: o amor verdadeiro é eterno! Durará quantas encarnações houver, ele estará sempre lá!
Amo vc, minha querida amiga!
fique com Deus,

Bruxx vassourou...

É, Negão... a morte é curiosa e, ao meu entender, um tanto injusta.
Como eu costumo dizer, eu vou morrer sob protesto.
Obrigada pelo carinho.
Beijokinhas.

Bruxx vassourou...

Gri, amada!
Sim, de fato o amor verdadeiro é eterno!
É só nisso que eu me apego, para aceitar essas perdas irreparáveis.

Também amo você, minha linda!
Fique você também com Deus.
Beijokinhas.

Berna vassourou...

São Paulo, 14 de janeiro de 2011
Oi Bruxx
Apesar de eu ser de Sampa, estou escrevendo num dia de muita tristeza, pelo o que está acontecendo com as cidades serranas da Gde Rio.
Eu estou tão comovida e tenho chorado bastante com estas pessoas que perderam muitos e muitos familiares, vizinhos, amigos, etc...
Fuçando na internet, achei seu site e coloquei em meus favoritos, pois ele é muito lindo.
Ñ tenho o habito de escrever, acho que em 05 anos que estou de novo com computador, é a 2ª vez que faço um contato.
Ainda ñ tive tempo de explora-lo, mas vou faze-lo em breve
O e mail que mais uso é: bernadettefalleiros@hotmail.com
Parabéns pela declaração que fez ao seu amigo.
É muito comovente!!!!!!!!
Bjs
Berna ♥

Bruxx vassourou...

Berna querida, tudo bem?
Pois é, menina... eu também sou de Sampa e, me comovo a cada reportagem que vejo, sobre essa tragédia que assolou as pessoas do RJ.
Só Deus para dar discernimento, sabedoria e serenidade, para enfrentar uma situação como essa.

Mas, o que mais me entristece é saber que, os nossos dirigentes, se comprometem a "reformar" o Brasil inteiro, em função da copa do mundo.
Mas não conseguem montar uma estratégia para conter essas situações de risco.
Lamentável.

Fico lisonjeada em saber que gostou desse cantinho... que agora é seu também.
Ele foi criado para compartilhar um pouco do que viví.
Incrível a quantidade de pessoas que se identicam com os meus "escritos".

Quanto a declaração ao Fernando, ela veio do fundo do meu coração, foi extraída e motivada pelo meu sentimento mais puro.

Seja sempre bem vinda e fique a vontade para dar sugestões e/ou fazer críticas.
Dessa forma, eu vou me aprimorando e tornando esse cantinho cada vez mais aprazível.

Beijokinhas cheias de energias azuis!

Miriam Lira vassourou...

Nada é por acaso,mesmo.Estava procurando a Cartilha Caminho Suave,e deparei com o seu site.
Acabei lendo a sua mensagem para o Fernando.Pois bem também tive um Fernando e todos me chamam de Mirinha.
Amei o seu site.
Meu e-mail mirinhalira1@hotmail.com
Obrigada pôr me fazer relembrar os bons e velhos tempos.

Anônimo vassourou...

Pode mandar comentários pelo e-mail mirinhalira1@hotmail.com.
Beijos de luz em seu coração.

Bruxx vassourou...

Oi Miriam (xará), como vai?
Que bom que a cartilha a trouxe aqui.
Pois é, linda.... espero que o seu Fernando, tenha deixado boas lembranças, como o meu deixou.
Eu que agradeço sua visita e suas carinhosas palavras.
Seja sempre bem vinda!
Beijokinhas repletas de energias azuis!

Anônimo vassourou...

AH MÍRIAM.... LEMBRANÇAS!!!!
O QUE SERIA DA GENTE SEM ELAS NÃO É MESMO...
AMO MT ESTE CANTINHO E SEMPRE QUE POSSO FAÇO VISITAS.
SEU CAFEZINHO É MT BOM...
renatoejc@yahoo.com.br

Postar um comentário

Olá, Vassourante... bem vindo (a)!
Se você se identificou, se emocionou ou se divertiu com essa postagem, deixe o seu comentário.
Grata pela visita, volte sempre!