"O passado não reconhece o seu lugar... está sempre presente."
( Mário Quintana )
Vassourando - ativo desde 17/05/2007.

Brincadeiras antigas - Lencinho atrás

By Bruxx
Clique nas imagens para ampliar


Da série, Brincadeiras antigas...
Tenho visto aqui, no condomínio onde moro, crianças em férias.
Tem meninas brincando de casinha de um lado...  e meninos brincando de, outras coisas, do outro (aliás, é um inferno... porque não fica, um espelho retrovisor, no lugar).
As crianças não se misturam mais.

Lembrando da minha infância, fiquei encucada, sabe.
As crianças brincavam juntas, sem o menor problema.
É claro que, em dado momento, nós meninas brincávamos de casinha, de bonecas... e os meninos brincavam com seus carrinhos entre outras coisinhas de meninos.

No entanto, na maior parte do tempo, nos reuníamos (meninos e meninas) em perfeita harmonia com um monte de brincadeiras... brincadeiras unisex, por assim dizer.
Tais como: pega-pega, esconde-esconde, estátua, cabra-cega, polícia e bandido, peteca, etc.

Todas as brincadeiras eram muito simples mas, com a dose de inocência e magia, que era peculiar tão para as crianças das décadas de 60 e 70.
E,  juro por Deus,  que isso não afetava a sexualidade de ninguém.

Entre as inúmeras brincadeiras da época, uma das mais populares, era o Lencinho atrás.
Era uma brincadeira inocente, naturalmente... e bem divertida.

Acho que boa parte dos Vassourantes, conhece essa brincadeira.
E, para quem não conhece, segue a descrição.

As crianças tiram a sorte para escolher quem ficará com o lenço, o restante senta de pernas cruzadas (em versão mais antiga, ficam em pé), formando uma roda.
Quem ficou com o lenço deverá percorrer, ao redor da roda formada, cantando com as outras crianças:

Corre, cutia
Na casa da tia
Corre, cipó
Na casa da avó
Lencinho na mão
Caiu no chão
Moça bonita
Do meu coração.

A brincadeira procede quando quem está com o lenço pergunta:
- Posso jogar?

As crianças respondem :
- Pode!

Quem está com o lenço conta até três e solta o lenço atrás de uma das crianças da roda, que deverá correr e encostar em quem deixou o lenço antes que este sente ocupando o seu lugar na roda.
Caso não consiga ele é o novo portador do lenço.

A partida começa novamente agora com o novo portador do lenço.
Caso o portador seja "pego" a partida recomeça do ponto de início até que haja a troca de portador.
Clique na imagem para ampliar


É isso aí... mais uma tiradinha dos bons tempos.
As educadoras poderiam inserir essa brincadeira durante o intervalo, não é mesmo?
É uma forma de socializar as crianças e, principalmente tirar o estigma de que "menino brinca com menino e, menina brinca com menina".

....................................................

Aproveitando a postagem...
Atendendo a solicitação do leitor (vassourante) Jorge Luiz.
Ele disse que queria ver, ao menos, a capa do livro que o alfabetizou e que deixou saudades.
Pedido feito, pedido atendido... segue a foto da capa do livro (não conseguí páginas do livro, para ilustrar).

A Mágica do Saber.
Thereza Neves da Fonseca, Icles Marques Magalhães
Editora: Cadernos Didaticos
Ano: 1966


Clique na imagem para ampliar


tags: brincadeiras, crianças, infância, inocência, magia, meninos, meninas, livros, saudades, corre cutia

13 Comente aqui :

Darcy Mendes vassourou...

Corre cipó, na casa da vó...já vão longe esses tempos, mas quem disse que há tempo para isso. A garotada só fica atrás de computadores ou em frente à televisão. Não sabem o que estão perdendo!

MARTA vassourou...

CONHECI ESTA BRINCADEIRA COMO "OVO PODRE" A DINÂMICA É A MESMA.
FOI MUITO BOM RELEMBRAR!!!!

Bruxx vassourou...

Darcy Mendes...
Bons tempos, bons momentos, não é mesmo?
A garotada fica atrás de computador e tv, e acabam nem se socializando. Sem contar que engordam uma barbaridade.
Nem podia ser diferente... não correm, não se exercitam, não queimam calorias.

Beijokinhas cheias de energias azuis!

Bruxx vassourou...

Marta...
Eu sou uma saudosista por excelência... adoro relembrar.
De fato, essa brincadeira tinha outros nomes, mesmo... eram eles:
* Corre-cotia
* Corre-coxia
* Galinha-choca
* Ovo podre
* Ovo-choco

Bons tempo, bons momentos.

Beijokinhas cheias de energias azuis!

Descharth vassourou...

Bem, tinha a "salada mista", mas essa também não afetava a sexualidade, embora fosse esse o objetivo.

Nunca descolei um bitoca na boca nessa brincadeira, e também nunca vi nenhum amigo descolar uma.

Acho que esse é um dos pontos que mostram a real diferença entre a inocência das crianças de outrora com as dos dias de hoje.

Hoje em dia se acontecer de brincarem de salada mista.... Fico triste só em pensar.

Ah, e pelo menos onde cresci, os meninos brincavam com as meninas de bonecas. tinhamos o Falcons e elas a Suzy.

Bruxx vassourou...

Descharth...
É fio, bons tempos, né não?
Na salada mista, a gente combinava com a amiga que ia tapar os olhos, pra dar um apertãozinho, quando era o carinha que a gente tava a fim.
Mas isso já era quando a gente era mocinha, dezesseis anos pra cima.
Enquanto criança, nem pensar... a inocência reinava mesmo.

De vez em quando a amiga que tapava os olhos, sacaneava na dica... e então a gente ia no carinha mais esquisito da turma... kkkkkkk.

Você diz que fica triste só de pensar nessa brincadeira nos dias de hoje... eu também.

Em tempo:
É sempre uma delícia te ver aqui, viu.

Beijokinhas carinhosas cheias de energias azuis!

Anônimo vassourou...

esso é muito paia so tem uma brincadeira.queria mais.lerdo

Bruxx vassourou...

Caro Anônimo, como vai?
Realmente, cada postagem é sobre um determinado tema.
Para ver as demais brincadeiras, é só clicar no menu superior (brincadeiras), que aparecerão todas as postagens correlatas, ok?

* Em tempo: você sabe o que significa "correlatas, não é?

Deveria se informar, antes de me qualificar como "lerdo".

De qualquer forma, grata pela visita.

marlene maia vassourou...

Gostei e relembrei meu tempo de criança lá nas Minas Gerais: passa- anel, seu lobo taí, berlinda ... quanta brincadeira gostosa !

Moacir Rodrigues vassourou...

Gostei de relembrar as brincadeiras antigas. Tempo bom, muito diferente de hoje, quando as crianças atuais brincam com coisas sem graça, coisas inventadas. Nossos pais não conseguiram passar adiante as brincadeiras infantis e juvenis, para que essa gente de hoje tomasse conhecimento.

Renata vassourou vassourou...


oi me lembro da infantilidade onde moro muito legal mais as brincadeiras nossa osadas como:cai no poço(pera=aperto de mão uva=abraço maçã=beijo na bochecha salada mista=beijo na boca e batom=namorar sem roupa
que barbaridada para as crianças não é...

Anônimo vassourou...

brincadeira bem divertida

Anônimo vassourou...

maria cadeira e uma brincadeira antiga

Postar um comentário

Olá, Vassourante... bem vindo (a)!
Se você se identificou, se emocionou ou se divertiu com essa postagem, deixe o seu comentário.
Grata pela visita, volte sempre!