"O passado não reconhece o seu lugar... está sempre presente."
( Mário Quintana )
Vassourando - ativo desde 17/05/2007.

Vassourando deseja Boas Festas a todos os vassourantes

By Bruxx
E lá vem o Natal.
Entre lojas fervendo de gente, com a tortura de ouvir Simone cantando "então é Natal...", lá vem o Natal.

Sabe, eu estava aqui, lembrando da minha infância (novidade, né?)...
Nos meus tempos de criança, o Natal era a data mais esperada do ano.
Mais do que o Dia das Mães, dos Pais, da Criança, etc...
Dia das Mães, fazíamos presentinhos na escola... cansei de enfeitar, pote de margarina, com macarrão colado e tinta dourada.
Dia dos Pais, era a tal caixinha de lenços ou pares de meia, numa caixinha enfeitada, também por nós.
Dia da criança, ganhávamos brinquedinhos bem baratinhos, e olhe lá... só para não passar a data em branco.

Mas o Natal... ah, o Natal...
Era a época do vestidinho novo, sapatinho novo e, os brinquedos, eram um pouco melhores... afinal, era o acerto de contas, pelo comportamento de um ano inteiro.

Na verdade, o Natal era até usado para controlar nós, crianças... e não é que funcionava?
O tempo todo, a gente ouvia:
"Se não se comportar, não vai ganhar presente de Natal."
"Olha, olha, o Papai Noel fica sabendo de tudo o que você faz... se não for um (a) bom menino (a), já sabe, hein?"
"Se não passar de ano, não tem presente de Natal."
E por aí, vai.

Os nossos presentes?
Poucas crianças recebiam presentes caros, das empresas de grande porte, em que os pais trabalhavam.
Mas, a grande maioria, foi educada à não ostentar luxo... isso era fundamental na criação da nossa geração.
Os nossos brinquedinhos  eram vendidos em feiras livres... eram simples, porém, muito esperados.
Olha alguns dos meus aí... que saudade, snif.

Clique nas imagens para ampliar

Bom... mas aí a gente cresce, né.
E observa que, com raras exceções, o Natal nada mais é do que uma puta comemoração materialista.
E o verdadeiro sentido do Natal, gente?
Aquele que fala do nascimento do menino Jesus e tal.

Observe que, no Natal, todo mundo fica bonzinho... desfila sentimentos nobres e tal.
Até o filho-da-puta marginal que arrasa com a vida das pessoas, se comporta e ganha indulto, para cometer mais crimes e mais assassinatos visitar os entes queridos... é mole?

Tá bom... você vai me dizer que é o espírito natalino, eu sei.
Mas que raio de espírito é esse, que não pode durar o ano inteiro?
Esquece que é natalino, ué... exercite a bondade independente de data.

Já falei um milhão de vezes que não gosto do Natal... é só ver minhas postagens anteriores Boas Festas - 2007 e Então é Natal - 2008.
Essa data me entristece porque me lembro das pessoas que me foram caras e partiram para o andar de cima.
Para mim, esse dia é só para reflexão.
Bom, acho que já falei demais da conta... mas eu sou assim mesmo.

Então...
À todos os Vassourantes, amigos, parceiros e visitantes... os meus sinceros votos de Feliz Natal.
O meu desejo é que, todos os seus desejos, se realizem.
E que, seu coração, seja contagiado pelo amor e compaixão.
O meu carinho e agradecimento à todos que fizeram, desse cantinho, um lugar muito melhor.

Video inesquecível para os saudosistas de plantão:
Natal da Turma da Mônica
 

tags: simone, jingle, natal, papai noel, brinquedos, antigos, bonequinhas, panelinhas, crianças, infância

3 Comente aqui :

Drauzio Milagres vassourou...

Oi Bruxx, muita Paz, Saúde e Realizações nesse Natal e um 2010 maravilhoso para todos e para o nosso planeta também. Drauzio Milagres.

Anônimo vassourou...

ADOREI!!!

ESTOU VOLTANDO A INFÂNCIA...QUE SAUDADES...

Catia vassourou...

Nossa, na noite do dia 24 de dezembro, eu tomava banho e sentava ao lado da árvore (adorava), e ficava esperando o natal da turma da Mônica. Esperava o ano inteiro por esse desenho. Eu era apaixonada, eu gostava muito de natal, mas agora que perdi a minha mãe, não gosto nem um pouquinho. São muitas lembranças.

Postar um comentário

Olá, Vassourante... bem vindo (a)!
Se você se identificou, se emocionou ou se divertiu com essa postagem, deixe o seu comentário.
Grata pela visita, volte sempre!