"O passado não reconhece o seu lugar... está sempre presente."
( Mário Quintana )
Vassourando - ativo desde 17/05/2007.

Papel Primavera - imagem e videos

By Bruxx
Clique na imagem para ampliar

Então, né...
"Eu me lembro com saudade o tempo que passou... O tempo passa tão depressa mas em mim deixou..." (obrigada, Roberto Carlos)!


Mais uma das propagandas, mais veiculadas, da década de 70:

Graças à uma fantástica informação do Fernando Bordignon, deixada nos comentários... estou repostando  essa publicação, colocando o vídeo original (o primeiro), da propaganda do Papel Primavera. 
Uma relíquia à ser relembrada por nós, "quarentões" de plantão. 
A criação da menina da propaganda, é do pai do Fernando, o Sr. Gastão Bordignon  (Diretor de Arte) à quem direciono os créditos. 
Fica registrado o meu agradecimento ao Fernando que, gentilmente, cedeu essa raridade.
Uma deliciosa viagem no tempo.
Segue o vídeo:




Mas, do tema de hoje, não tenho tanta saudade assim, sabe?
Na minha tenra e distante infância (bem distante)... papel higiênico, era artigo de luxo.
Verdade verdadeira, caro (a) Vassourante.

Os ítens utilizados eram: jornal, papel de pão, folhas de revista... tempos difíceis para quase todo mundo.
O esquema era, amassar o dito cujo, até ficar... como eu diria? "Maciozinho".
E não ficava, era pura ilusão... rsrs
Puts... que merda (com trocadilho, por favor).

Mas isso não durou muito tempo, né... afinal não sou tão "dinossáurica" assim.
Logo veio para o seio da família, o inesquecível Papel Primavera... que alegria !!!

Será mesmo?
Misericórdia!!! Tá... ele era cor-de-rosa, simpático e tal.
Em contrapartida, era uma lixa, uma verdadeira tortura nazista.
Combinação perfeita... o papel, e a pomada Hipoglós.

Mas, a vantagem era que, de tão grosso, não corria o risco de entrar em contato direto com a matéria-prima "produzida".
E, bem diferente das folhas picotadas, era preciso rasgar.
Muito tempo depois, proibiram o papel rosa... diziam que era o papel tinha corante.
Pô, o estrago já estava feito, né?

Claro que existiam algumas outras marcas, mais chiques e tal... o que não era existia, era grana para bancar.

Ah, esquecí de mencionar...
Nas viagens de férias, para o interior (sítio dos meus tios), a coisa piorava um pouco.
Lá eles usavam: sabugo de milho, folha de bananeira e o que mais estivesse à mão.
O perigo era pegar uma folha de urtiga... aí, fudeu danou-se.

No fim deu tudo certo... papel Primavera evoluído, branco, macio... e, partes baixas, preservadas.

Então... para aliviar esse post "nonsense", vamos à verdadeira razão dessa matéria...

O vídeo abaixo, é uma versão mais recente. No entanto, o vídeo original (mostrado acima), traz muito mais nostalgia pela sua graciosidade.

Há um tempinho, eu recebí o e-mail abaixo (com algumas alterações, para ficar um pouco mais decente): "Ontem, ao fazer compras no supermercado, fiquei estupefato com a variedade da linha de papéis higiênicos Neve, aquele mesmo que era anunciado antigamente pelo mordomo Alfredo. Segundo seu fabricante, Neve é um produto sofisticado, destinado às classes A e B. Só se for A de aviadado e B de bicha, pela quantidade de frescuras, como o Neve Ultra, que já vem com alguns opcionais: Alto Relevo de flores, perfume e uma microtextura, que segundo o texto da Embalagem, proporciona a seus felizes usuários "suavidade de uma pétala de rosa". Perguntar não ofende: alguém já limpou a bunda com uma pétala de rosa??? Depois, tem o Ultra Soft Color (mais caro e mais metido a besta): laranja e vem com extrato de pêssego. Como se o fiofó da gente enxergasse a cor e sentisse o cheiro... Mas, demais mesmo é o Neve Ultra Protection, o top de linha. Este Rolls Royce dos papéis higiênicos, além de conter óleo de amêndoas ("garante maciez superior e um cuidado maior com a sua pele") em sua delicada fórmula, vem com Vitamina E (!!!). Tá vendo, além de cheiroso, seu fiofó, vai ficar vitaminado. Francamente...!!!??"
Beijokinhas cheias de energias azuis e, um excelente, final de semana !!!

11 Comente aqui :

Dragus vassourou...

Conheço esse papel como "limpa útero" por sua capacidade de ir fundo na sujeira e levar tudo, as tudo mesmo junto.

Até poucos anos atrás era o top of mind dos papéis comprados para rodoviárias, mas sem a coloração rosa e sim com uma cor que deveria ser branca mas parecia cinzas do inferno (a sensação de estar no inferno é fato).

Bruxx vassourou...

Dragus, querido...
Tô rindo à beça, com seu comentário.
Você foi mais eficiente do que eu, na descrição do produto... adorei!!!

Se o papel mantivesse hoje, as características antigas, ia ser um marco no quesito "esfoliante".
Limpeza profunda...rsrsr

Beijokinhas cheias de energias azuis!
*

Arthurius Maximus vassourou...

Agora me senti um membro da elite privilegiada burguesa e reacionária. Nunca ouvi e nem vi essa propaganda e também jamais tive o prazer de usar o produto. pensei que não era um produto vendido por aqui; mas, como o Dragus também é carioca...

A propósito, dispor de papel na rodoviária é um luxo (ou um milagre?). (rs)

Sou do tempo (e olha que só tenho 42)em que entrar no banheiro da Rodoviária Novo Rio era uma aventura repleta de odores e líquidos que nada tinham a ver com a água potável...

Bruxx vassourou...

Arthurius Maximus...
Sério, que nunca viu essa propaganda??
E olha que ela era, de âmbito, quase nacional.

Sabe...
Me lembro de, em rodoviárias, ter que dividir o espaço com "coisas" pelo chão e paredes, que nem ouso mencionar aqui...rsrs

Hoje tá bem melhor... tem algumas que cobram uns "cruzeirinhos" pelo uso , e até que são limpinhas e com cheiro de Pinho Sol.

Beijokinhas, querido!
*

::Gri Bongiovi:: vassourou...

(aqui tem mais espaço...rsrsrs) O maior tesouro que levamos da vida, são nossas lembranças. O que seria de nós sem elas?? Nossas recordações são a nossa identidade.
Sou uma pessoa que adora conviver com idosos, pois eles têm algo especial: as lembranças, as histórias!!! Você, Bruxx, é uma mulher nova, assim como eu. Um dia vamos ficar velhinhas contando nossas histórias e experiências pros nossos netos ou até bisnetos... Nossas experiências de vida são fantásicas! Espero que assim seja pra nós na nossa velhice! Porque se na nossa idade já temos tanto a dizer, imagine daqui há mais 40/50 anos?? rsrsrs
Vou te ser sincera... me amo mais hoje do que há 15 anos atrás...Quanto mais os anos passam, mais eu "me acho" hahahahha...
Me acho mais linda, mais poderosa, mais eu!
Meu pai sempre me dizia: Ninguém aprende nada depois dos 30!
Bobagem... Depois dos 30 a gente aperfeiçoa o que aprendemos e não esqueçamos aquilo que derrapamos para não cair mais!
Feliz daquele que lembra, pois quem não esquece, não erra novamente!!! Como diz " o outro" quem erra de novo é burro! rsrsrs
Este é meu comentario, não sobre esta postagem, mas sobre este blog incrível que me faz viver tudo o que passou.
Amo vc minh Bruxxinha!
Mil Beijovis da sua amiga,

Bruxx vassourou...

::Gri Bongiovi::...
Tudo o que relatou nesse comentário, faz me identificar contigo.
Parece que você estava falando sobre mim... incrível essa sintonia, não é?

Também me amo muito mais hoje, aos 45 anos, doque há anos atrás.
Estou mais centrada, equilibrada e muito mais segura.
A experiência ao longo dos ano, nos aprimora.
Hoje sei bem o que quero da vida... ou, ao menos, o que não quero.

Com todo respeito, discorodo do seu pai e concordo com você.
Todos os dias aprendo algo... a vida nos ensina o que nenhuma universidade é capaz de ensinar.
Eu sempre digo que a vida (com erros e acertos) é a melhor escola.
Basta que saibamos extrair o melhor dela.

Esse blog é incrível (como diz você0, porque alcança pessoas incríveis como você.
Que se identifica com ele e com a proposta dele.

Beijokinhas carinhosas cheias de energias azuis!!!
Te amo, viu mocinha!
*

Anônimo vassourou...

este video que eu enviei é o original do papel primavera, esta menina foi criada por mei pai Gastão Bordignon pode ver que é bem diferente po que a atual não é nostalgia mas a primeira tinha muito mais graça
obrigado
Fernando Bordignon
gflicitacao@hotmail.com

Bruxx vassourou...

Oi Fernando, como vai?
Que prazer tê-lo aqui, no meu cantinho... e, principalmente, receber seu comentário.

Concordo plenamente, com você... nada como a velha e boa nostalgia para reviver o que foi marcante, não é mesmo?

Foi criação do seu pai?
Puxa, que privilégio, hein?

Muito obrigada pela visita, seja sempre bem vindo!

Beijokinhas carinhosas, cheias de energias azuis!

Bruxx vassourou...

Agradecimento:

Esse Vassourando me traz muita alegria.
Além de poder registrar o que foi marcante ao longo da minha vida... ainda tenho o privilégio de contar com a colaboração dos leitores, meus queridos "Vassourantes", que enriquecem as postagens, com informações fantásticas.

À você, Fernando Bordignon, os meus sinceros agradecimentos.
.

Fernando vassourou...

Olá !!!

Estou muito feliz, pelos creditos dado à um prossifional do gabarito do meu pai, uma pena ele não poder estar aqui pra ler isso, pois dentro os premios que ele ganhou na carreira de garanto que essa homenagem é a mais importante, pois de um rabisco de uma folha quaquer em uma reunião na agencia sem ele querer nasce a menina PRIMAVERA, pois nunca foi isso que ele imaginou e fez um sucesso grandioso.
Mirian Mais uma vez
OBRIGADO !!!
gflicitacao@hotmail.com

Fernando

Bruxx vassourou...

Puxa, Fernando...
Fiquei emocionada com o que disse.

Infelizmente, estamos em um país onde, profissionais de valor, não são reconhecidos como deveriam.
Não sei qual o critério usado, para destacar os grandes feitos.
Ja disse grande Elis Regina:
“Dizem que sou a maior cantora do Brasil, mais quem vende discos é a bunda da Gretchen”.

Esse "cantinho", não tem a expressão e notoriedade dos grandes blogs.
É apenas um "veículo" sem grandes pretensões cujo objetivo é, viajar no tempo e, compartilhar as lembranças.

Fico muito feliz, lisonjeada e muito grata por, ter sido eu, a portadora da informação que cedeu.

Quanto ao seu pai... de alguma forma, ele está presente, pelas grandes coisas que realizou.
E ele, certamente, está orgulhoso do filho que tem.

Um grande beijo.

Postar um comentário

Olá, Vassourante... bem vindo (a)!
Se você se identificou, se emocionou ou se divertiu com essa postagem, deixe o seu comentário.
Grata pela visita, volte sempre!