"O passado não reconhece o seu lugar... está sempre presente."
( Mário Quintana )
Vassourando - ativo desde 17/05/2007.

Anao de jardim - imagens

By Bruxx
Clique nas imagens para ampliar

Sempre falo dos meus "medinhos"... até porque, sempre fui muito medrosa.
Fui não, ainda sou... tenho medo de um monte de coisas (fantasma, assombração, boneca de porcelana, etc).
Eu sei, eu sei... sou bobinha, mesmo.

Muita coisa, na infância, me deixou meio traumatizada, sabe.
Dia desses, postei sobre a "boneca dorminhoca"... muito medonha.
Se você não viu, clique AQUI para ver.

Sei que muita gente vai falar que, bruxas, também são medonhas.
Acontece que, eu sou bruxxa, só no apelido, tá.

Mas, voltando...
Uma coisa que também me aterrorizava, era o monstro "anão-de-jardim".
Como é que pode ser chamado de enfeite, gente ???
Acho ele muito sinistro, isso sim.

Ahhh... você acha bonitinho, exótico, místico, meigo ???
Que bom pra você !!!
Eu acho medonho, pavoroso, assustador.

Bom... já começa que, quando criança, eu tinha medo de anão (anão gente, mesmo).
Nem me pergunte o por quê... não sei te dizer.
Se eu tinha medo de anão-gente... o medo de anão-de-jardim, então, era pior ainda.

Nas décadas de 60/70, quase todo jardim, tinha essas "coisas"... era moda.
Na casa das minhas tias, tinha essas coisas horrendas.
Se a intenção era me manter, longe do jardim, a estratégia funcionava.
Eu nem chegava perto...
A impressão que eu tinha é que eles me seguiam com os olhos... terrível mesmo.

E pra ajudar, rezava a lenda, que eles nunca estavam no mesmo lugar no dia seguinte.
A lenda dizia, ainda, que eles eram assustadores porque eles ganhavam vida à noite e atormentavam as pessoas que os incomodaram de dia.
Pronto !!!
Durmo com um barulho desse?
Bastou para o meu medo virar pavor.

Imagina na cabeça de uma criança, falar que essa "coisa assustadora", mudava de lugar.
Pra mim, ele tinha vida própria... e se ele mudava de lugar poderia, perfeitamente, me aterrorizar em qualquer canto.

Ainda não perdí o medo dele, um dia, quem sabe...!!??
Não tenho visto mais, esses "enfeitinhos", por aí... acho que caíram de moda.
Mas, na boa... deixa eles quietinhos, no canto deles, e eu fico no meu.

1 Comente aqui :

Antonio Regly vassourou...

Huahuahuahuahua!!!
Achei muito engraçado seu post. Eu tinha medo daquelas luzes negras (chamam-nas de negras, mas são azuis, verdes, vermelhas... rs) que ficavam acesas após fechados: açougues, padarias etc. Aquilo me dava um pavor daqueles. Meu pai tinha mania de esperar o ônibus em frente a um açougue e eu ficava aterrorizado.
Por que achei engraçado? Eu tenho um amigo que parece anão de jardim. Às vezes brinco com ele e o chamo de "Mentirinha". Por que mentira tem pernas curtas.
Abraço,
Regly

Postar um comentário

Olá, Vassourante... bem vindo (a)!
Se você se identificou, se emocionou ou se divertiu com essa postagem, deixe o seu comentário.
Grata pela visita, volte sempre!