"O passado não reconhece o seu lugar... está sempre presente."
( Mário Quintana )
Vassourando - ativo desde 17/05/2007.

Por onde anda o sapateiro?

By Bruxx
Clique nas imagens para ampliar

- Quanto o senhor cobra para trocar o salto?
- Quanto o senhor cobra, pra pintar?
- Meu sapato furou... quanto o senhor cobra pra colocar meia-sola?

- Em quanto tempo fica pronto?

Ahhh... você não sabe do que estou falando???
Simples...
Falo de uma das profissões que, estão entrando, em extinção.
A profissão de sapateiro.
Os sapateiros faziam, verdadeiros milagres.
Com suas ferramentas eles deixavam, um sapato velho, novinho em folha.

Nos dias de hoje, raramente, se procura esse profissional.
O sapato estragou... joga fora e compra outro.

Antigamente, não era bem assim.
O custo de vida, era complicado... o jeito era, apelar para um conserto, ao invés de adquirir um sapato novo.

Raramente, tenho visto, uma oficina de sapateiro.
Que pena!
O meu respeito por esse profissional que, por anos a fio, deu o melhor de si... e quebrou o galho de muita gente.

9 Comente aqui :

Dragus vassourou...

Ainda existem sapateiros, mas hoje em dia apenas quem compra sapatos caros os usa.

Até porque com a massificação da indústria os sapatos em si perderam a magia e se tornaram "inconsertáveis" porque usam material que é impossível de se restaurar sem que o sapateiro faça um sapato novo.

Luiz Antonio André vassourou...

Realmente são poucos. Aqui em Blumenau, próximo a minha casa tem um. É um senhor paraplégico que nos atende sempre feliz. Pena que ele não tenha nenhum aprendiz para continuar o seu trabalho.

Victor S. Gomez vassourou...

Com tantos tênis e sapatos que se acabam em um segundo, o velho sapateiro está em extinção. Abraços

gilgomex vassourou...

Realmente é difícil ir a um sapateiro. Aind amais eu que sempre comprei calçados não muito caros. Um dia minha mãe pediu pra eu ir no sapateiro pra ele arrumar a sola do meu sapato... Mas o concerto ia sair pouco mais da metade do preço de um novo... Aí já viu, né? Mundo consumista, capitalista, eticéterista...

PS: Feed? Nunca usei... Só tem o esquema de feed lá no meu Orkut, mas eu nem entendo direito disso... Mas se você mudar o meu link ali na sua lista de blogs, já vão aparecer mtodas minhas atualizaç~es mesmo, né?

PS 2: Aliás, não sei porque tem um post a mais do que eu já comentei, pois eu não vi nenhuma atualização antes de deste post... Falhas do véio e quirido Gugou.

Bruxx vassourou...

Dragus, Luiz Antonio, Victor e Gilgomex ...

Na minha infância, em meados dos anos 70... um dos componentes, do uniforme escolar, era o sapato colegial... (já até postei sobre ele).

Imaginem.. crianças de 07 a 10 anos (todas capetas) tentando manter um par de sapatos, inteiro, até o final do ano.
Era um prato cheio para os sapateiros... e para os pais também.

Nos dias de hoje, não se usa mais, sapatos em escolas... são tênis e, diga-se de passagem, "carésimos"...rsrrs
E, quem usa sapatos, dificilmente, pede um conserto... pelos motivos, por vocês, acima citados.

Mas... era muito legal ver, aquela pilha de sapatos, com etiquetas de identificação, a serem consertados.
Em alguns casos, quando a etiqueta era perdida... ficávamos horas, procurando os pés (direito e esquerdo) do par.
Bons tempos!

Beijokinhas
*

PS.: Gilgomex... já atualizei o Coluna.

*

Isa Dora vassourou...

haha eu moro no interior, aqui tem um sapateiro q é muito bom, e eu sempre recorro à ele qdo preciso, rss.

Bruxx vassourou...

Oi Isa !!!
Nada como desfrutar de coisas que são (ou foram) tão importantes, não é?
Vc é uma privilegiada.
Beijokinhas
*

Anônimo vassourou...

eu a doro relenbrar o passado e muito bom

Bruxx vassourou...

Caro Anônimo!
Dizem que, relembrar o passado, é sofrer duas vezes.
Não no nosso caso, não é mesmo?

Relembrar o passado, é reviver bons momentos... cheios de ternura.
Um grande abraço e, obrigada pela visita!

Postar um comentário

Olá, Vassourante... bem vindo (a)!
Se você se identificou, se emocionou ou se divertiu com essa postagem, deixe o seu comentário.
Grata pela visita, volte sempre!