"O passado não reconhece o seu lugar... está sempre presente."
( Mário Quintana )
Vassourando - ativo desde 17/05/2007.

O Homem do Saco - trauma de infância

By Bruxx
Clique nas imagens para ampliar

Vou te contar, viu.
Não era fácil ser criança, na minha época.
A criança, ou se comportava... ou se comportava.
Não tinha meio-termo.

Por quê? Eu explico.
Os pais das décadas de 60/70, realizavam verdadeiras torturas psicológicas, para conter as peraltices dos pequenos.
Era bonito mostrar crianças "educadinhas" e/ou "comportadinhas" (na verdade, quase inertes), para as visitas e parentes.
Por isso que, na primeira oportunidade, a gente aprontava mesmo.
Apanhava depois... (de chinelo, de cinto, de vara de marmelo, etc)... mas aprontava.
Me inclua nessa, é claro.


Voltando às torturas, uma delas, era o tal do Homem do Saco.
Velho do Saco ou Homem do Saco é uma história muito popular, contada por pais para amedrontar crianças.

Quando eu falo que sou meio "desgovernada" das idéias, o povo ainda questiona o motivo...(risos).
Não tem analista ou psicólogo, no mundo, que apague essas lembranças (lembranças ???).

Hoje, eu até dou risada, disso tudo... mas olha, marcou muito.
Credo.

Reza a lenda que, caso a criança saísse de casa sozinha, ou fosse brincar sozinha na frente de sua casa, viria um velho sujo e mal vestido, um tipo de mau elemento, com um saco cheio de crianças que ele havia pego no caminho.

Em versões alternativas da lenda, em vez de um velho, o elemento que levava as crianças era um cigano e, em versões remotas, esse velho ou o cigano levava as crianças para sua casa e fazia com elas sabonetes e botões.

Essa história era a versão original da lenda do velho do saco, os pais a usavam para assustar as crianças ou para forçarem as crianças a serem obedientes.

Na Inglaterra, o Cordial De Godfrey, era uma forma dos pais se livrarem dos filhos indesejados.
No início do surgimento da lenda do Velho do Saco, os pais amarravam uma fita vermelha na perna da cama da criança indesejada e o velho do saco passava a noite de casa em casa, se houvesse uma fita vermelha na perna da cama o velho do saco poderia levar embora a criança em questão.

Tem mais historinhas como essa, em outro momento eu conto.

Mais do mesmo:
Sexta-feira 13
Loira do banheiro

3 Comente aqui :

Rodrigo Piva vassourou...

Nossa, essa foi demais! Nem me lembre do "Homem do Saco"!! hehehe

Eu e meus amigos morríamos de medo desse "ser"!! hahahaha

Beijo

Dragus vassourou...

Me lembrei do Seu Madruga... =)

Por sinal, pra que homem do saco hoje em dia se existem maneiras que a mídia coloca no ar na hora do desenho como "brincar de Eloá" ou "vamos pra janela Nardoni?"... =/

Sinto saudades desse tempo... Acho que minha geração foi a última que aos quatorze ainda brincava e não saía a caça de sexo. =/

Paulo André vassourou...

Aqui na cidade de Lauro Muller/SC existia a lenda da "Kombi de Sangue".
Ela circulava pela cidade a procura de crianças que andavam sozinhas, com o objetivo de tirar o sangue da criança... era falar em sair de casa que alguém dizia: "olha a kombi do sangue heinn".
Meu Deus, o medo era grande... ninguém nunca viu a tal kombi... mas que existia, isso existia...

Postar um comentário

Olá, Vassourante... bem vindo (a)!
Se você se identificou, se emocionou ou se divertiu com essa postagem, deixe o seu comentário.
Grata pela visita, volte sempre!