"O passado não reconhece o seu lugar... está sempre presente."
( Mário Quintana )
Vassourando - ativo desde 17/05/2007.

Jovem Guarda

By Bruxx
E nasce a Jovem Guarda...

Clique nas imagens para ampliar:


Eu tinha apenas 1 ano e pouco, quando esse movimento fenomenal surgiu.
No tempo que durou, eu assistia o frenesí das minhas irmãs, quando o programa entrava no ar.
Era, desde de capas de cadernos e fichários, até "quilométricos" posteres nas paredes de casa.
Começava aí, o meu primeiro contato com música... contato esse que virou paixão.

Em 22 de agosto de 1965, quando o programa Jovem Guarda estreou, o cenário do movimento estava quase que completamente montado:

Wanderley Cardoso era O Bom Rapaz,
Eduardo Araújo O Bom,
Jerry Adriani O Italianíssimo,
Martinha O Queijinho de Minas,
Rosemary A Boneca Loura Que Canta,
Ronnie Von O Pequeno Príncipe,
Erasmo Carlos O Tremendão,
Valdirene A Garota Papo-Firme
... entre outros.

Outros que também chegaram: Sérgio Reis, Antonio Marcos, Vanusa, Agnaldo Rayol, The Fevers, Ed Wilson (irmão de Renato e Paulo César Barros, do Renato & Seus Blue Caps), Prini Lorez, The Pop’s...

Naquelas "jovens tardes de domingo", a palavra de ordem era iê-iê-iê, adpatação do "yeah, yeah, yeah!", da música She Loves You, dos Beatles – não por acaso, o filme do quarteto, A Hard’s Day Night, foi exibido no Brasil com o título de Os Reis do Iê-Iê-Iê.

A maior parte das letras eram ingênuas e recatadas, e boa parte das músicas, versões de sucessos do rock americano, britânico, italiano e até japonês – Erasmo Carlos, Renato Barros e Rossini Pinto eram os grandes versionistas.
Saiba mais...

Clique aqui e conheça os HITS do movimento.

4 Comente aqui :

Dragus vassourou...

Esse post me fez lembrar que minha mãe nunca curtiu jovem guarda.

Apesar de eu curtir muito essa fase da nossa música, onde tudo era mais alegre. =D

Bruxx vassourou...

Dragus

Poxa... sua mãe não curtiu?
Pelo que meus irmãos comentam, foi uma época e movimento históricos.

Mas o que seria do verde, se todos gostassem do amarelo.

Tinha outros estilos musicais, que chamavam atenção, tanto quanto.

beijokinhas

Arthurius Maximus vassourou...

Isso é que é vassourada no passado (rs).
Daquela época, assisti os filmes de Roberto Carlos (já era flash back do flash back) algumas músicas dos The Fevers e só. Mas foi um movimento histórico da cultura brasileira, uma revolução numa época em que, para fazer sucesso, só cantando em Inglês.

Bruxx vassourou...

Arthurius Maximus

Fui fundo no flash, né...rsrrs
Meus irmãos curtiram de tudo um pouco.
E eu, como sou "raspa de tacho", a caçulinha de casa... acompanhei, praticamente, todos os movimentos músicais do anos 60 pra cá.

Tenho boas lembranças... e isso não tem preço.

Obrigada por sua visita.

*

Postar um comentário

Olá, Vassourante... bem vindo (a)!
Se você se identificou, se emocionou ou se divertiu com essa postagem, deixe o seu comentário.
Grata pela visita, volte sempre!