"O passado não reconhece o seu lugar... está sempre presente."
( Mário Quintana )
Vassourando - ativo desde 17/05/2007.

Dia das crianças

By Bruxx

Acabou o "Dia das Crianças" ???
Graaaaaças a Deus !!!!

Você deve estar se perguntando:
- Por que essa louca tá falando isso?

Simples...

Eu não sei, de que crianças, estamos falando.
Ok, ok... vamos dar uma volta no tempo...

Antigamente, uma criança, se contentava com um "brinquedinho" qualquer.
Um carrinho de plástico, uma bonequinha de feira, um pião... até aquele piãozinho de madeira.
Nossa !!!!
Era uma alegria só.
Simplesmente, pelo fato de ser lembrada.

Vamos voltar no tempo atual... ou, contemporâneo, se preferir.

Uma criança, quer, no mínimo um celular.
Também pode ser um computador, ou um tênis de 500 paus.
Claro, né... os pais são ausentes e trocam a presença por presentes.

Detalhe: Estou falando de criança da classe média... porque a criança pobre, tá no farol e não tem pra quem pedir presente.

O consumismo, invadiu a inocência da molecada.
A "tranqueira" da TV, cismou, que criança tem que ser adulto... e, assim sendo, pode exigir pedir o que quer ganhar.
Hoje não se vê, uma ciranda de roda (a não ser em pagode).
Aquela interatividade das crianças brincando juntas... cadê???

Hoje, as "pobrezinhas", estão enfiadas numa sala... seja num computador, ou num vídeo game.
Depois, reclamam que as crianças viram adultas cedo demais.

A tendência, a meu ver, é piorar... e muito.
Lamentável.

Criança não pode acreditar em Papai Noel... Coelho da Páscoa então... nem se fale.
Menino brincando com menina? Onde já se viu?
Vai que o menino vire "mariquinha"?

Deu no que deu.
Criança sem infância... frustrada... buscando, a todo custo, preencher um vazio que não sabe de onde vem.
Aí, os pais, correm atrás das terapias.

Complicado, hein?

Felizmente, eu sou de uma geração que brincou muito.
Nada de frustração, nada de vazio.

Graças aos joelhos ralados, inúmeros coleguinhas, "Papais Noel", Coelhinho da Páscoa e afins.

Eu fui uma criança feliz !!!!

Conseguí passar todos esses conceitos, para o meu filho, hoje com 22 anos.
Ele também foi uma criança feliz... e sempre esperou pela surpresa do presente, sempre respeitando os limites.
Sabe valorizar tudo o pouco que tem, porque foi educado pra isso.
Creio que deu certo.


2 Comente aqui :

Claudia Lis vassourou...

Oi Bruxx,

Eu tenho uma historinha que é bem o contrário. Uma vez quando eu era pequena meus pais me levaram no shopping para que eu pudesse escolher o meu presente, o detalhe é que eu escolhi a boneca mais barata de todas. A pobrezinha nem batia o olho, coitada. Meu pai ainda insistiu, me oferecendo outras mais elaboradas, mas eu só queria aquela mesmo (não houve jeito). Eu fui uma criancinha meio “nó cego” sabe? Hahahah... E sempre fui muito “tio Patinhas” Bruxx! Detesto gastar dinheiro, heheh... (o povo me esculhamba por isso).

Ah Bruxx, por falar em Dia das Crianças eu tenho um conto sobre uma historinha que aconteceu comigo (final dos anos 80) envolvendo a Nestlé, que eu adoro. E por sinal, eu dou mais uma de “nó cego”, hahah... Ainda lembro com o maior carinho disso tudo. Se você puder passar lá para conferir vou adorar.

;-)

Beijões

•Gabi vassourou...

Bruxx

Crianças precoces...
Tenho uma amiga que disse uma vez:
"Daqui a alguns anos, as crianças vão nascer beijando na boca."

Hhahaha
Beijo.

Postar um comentário

Olá, Vassourante... bem vindo (a)!
Se você se identificou, se emocionou ou se divertiu com essa postagem, deixe o seu comentário.
Grata pela visita, volte sempre!