O passado não reconhece o seu lugar... está sempre presente.
( Mário Quintana )
Aviso
Todos os arquivos para downloads: (músicas, livros, vídeos, etc) foram retirados para evitar problemas de violação de direitos autorais.
Para maiores informações e/ou solicitações, entre em contato, no e-mail: brux.xinha@uol.com.br ou, no formulário ao lado: (Fale com a Bruxx) --->

O Saudoso Grupo Sergio

5 Comente aqui
By Bruxx
Lá pelo comecinho dos anos 80, eu estava começando a namorar.
Nessa época, quase todo mundo, era "duro", a grana era curta.
Muitos de nós, começou a trabalhar cedo... com 14, 15 anos e, na maioria das vezes, como ajudantes.

Aí já viu, né.
O salário já era pouco e ainda ajudávamos no orçamento de casa.
Assim também, eram nossos namorados... ajudavam em casa e trabalhavam como ajudantes.
Com pouca idade ninguém ainda tinha profissão, muito menos, bons salários.

Então, tínhamos poucas opções de lazer.
Era no máximo, um cineminha na matinê, que era mais barato.
Fora isso, as opções eram: a praça do bairo, ou o sofá de casa, com os pais vigiando o namoro.

Foi quando surgiu, o "Grupo Sérgio", com seu tentador rodízio de pizza. (clique nas imagens para ampliar)


Uma ótima opção, já que não dava para frequentar as grandes e tradicionais pizzarias.
No grupo, pagava-se pouco e comia até não aguentar mais.
Casa sempre cheia, bem iluminada, lotada de mesas e, com enormes filas de espera.
Os garçons se desdobravam para atender as mesas de, casais de namorados, grupo de amigos e famílias.

Mas valia muito a pena.

Pegávamos o ônibus, trocando juras de amor e, lá íamos nós.
Ao menos uma vez por mês, quando sobrava um tostãozinho, estávamos lá.
O preço era acessível e cabia no bolso... mas a bebida (sucos e refrigerantes), era cobrada a parte.
Saíamos de lá, pra lá de satisfeitos.

Muito embora ficássemos com bafo hálito de cebola, atum, calabreza, aliche, etc... nós nem ligávamos pra isso.
Na volta, vínhamos de ônibus, apaixonadinhos como sempre.
O namorado me deixava no portão, e trocávamos beijos de despedida numa boa... (gargalhadas).

Era uma boa opção também, para ir com a galera.
Pena que o furor do rodízio, não sobreviveu ao fim dos anos 90.

Essas experiências vividas, não têm preço.
Tudo era tão simples e, ao mesmo tempo, tão gratificante!

Bons tempos, bons momentos!

Beijo da Bruxx!




Sobre a Autora:
Bruxx Bruxx é autora do [Vassourando]. Casada, mãe e aposentada na área da Saúde. Seu interesse é compartilhar,  tudo o que foi marcante, ao longo do tempo.  Leia mais sobre a autora --> aqui.



Vassourando as lembranças do passado, desde 17/05/2007.
Related Posts with Thumbnails